Pet Shop

Pet Shop

Incríveis curiosidades sobre os pets caninos!

Hoje em dia, de 9 em cada 10 casas existem cachorros. E essa estatística comprova que cada vez mais esses peludos vem conquistando não só lares, mas o coração das pessoas.

Porém, muitos que tem cachorros não sabem bastantes coisas sobre eles. Alimentá-los corretamente, levar para passear, brincar, mantê-los limpos, escová-los, cuidar da saúde dele, dar amor e carinho são alguns dos quesitos básicos para quem decide ter um pet, mas é sempre bom saber mais sobre o mundo deles, afinal, quanto mais se conhece, mais se compreende.

Um exemplo é o fato de eles enterrarem tudo o que é dado ou achado: sejam ossos, brinquedinhos ou até mesmo algo que eles pegam sem que as pessoas percebam, eles escondem. E isso é um fato histórico, bem ancestral, já que provenientes da espécie canídeos, onde há os lobos, coiotes e raposas como alguns dos animais desta evolução, era por uma questão de sobrevivência guardar o que era descoberto. E isto eles trazem na genética até hoje. Portanto, antes de achar ruim que ele estragou a grama do jardim, saiba que ele só está sendo normal!

Os cachorros suam? E por que cheiram o rabo dos outros?
Você já parou para reparar que os cães tem algumas manias? Porém, nem tudo o que eles fazem são “tiques” da personalidade deles. Por isso, não adianta ficar constrangido quando ele encontrar um amiguinho pelas ruas e começar a cheirar a parte traseira dele (e vice-versa): eles estão apenas se conhecendo. Isto ocorre por uma glândula no ânus do animal, que serve como uma impressão digital dos humanos, as quais passam informações sobre o outro. Compreendeu agora essa “cheiração” toda?

Diferentemente das pessoas, os cães não precisam usar desodorante, mas eles suam sim, tanto pelo focinho, como pelas patas. E o nariz dele serve também como uma espécie de termômetro para a febre, já que se estiver seco e quente, com certeza ele está em uma temperatura acima de 39,5 graus, que é a normal, sendo recomendada uma visita urgentemente ao veterinário.

Já para resfriar o seu corpo, os cachorros usam a língua, que faz com que eles troquem o ar quente para o frio na aspiração. Ou seja, quando ele estiver “arfando” (usando a expressão do “arf, arf, arf” para este momento), sirva água para ele, pois com certeza ele irá agradecer muito esta gentileza!

Falando ainda em costumes ancestrais, a mesma situação de enterrar o osso é a de esta espécie ficar dando voltas para deitar. Por uma questão de estudar o terreno, eles andavam em cima de onde iam descansar para verificar se havia espinhos, objetos que pudessem machucá-los e até mesmo a firmeza do local. Além disto, neste momento eles também estudavam qual o melhor ângulo para que pudessem ver tudo e, assim, evitarem a aproximação de predadores de surpresa.

Já nos dias de hoje esta escolha de melhor localização dos cachorros é a de ficar com mais conforto e visão para acompanharem a movimentação da casa, em um sentido mais curioso e participativo.

Clique aqui e conheça as empresas desta Categoria...